domingo, setembro 30, 2007

Choque tecnológico em Portugal

Há alguns dias vi nos telejornais, que a europa elogiou Portugal nos serviços online ao cidadão, Portugal estava de "parabéns", eu pergunto porque? Por ter vários sites online para o cidadão? De que adianya ter muitos sites?
Estatísticas dizem que poucos portugueses têm net em casa, talvez 5% tenham.
Além disso temos net muito lenta, agora ja há net fixa a cerca de 20mbs ou mais , mas a net sem fios (placas usb) continua nos 3,6mbs, pouquinho, e caríssima, na ordem dos 39,90 euros mensais (essa velocidade 3,6mbs).
Ácho muito mal, cobrarem 9 euros e tal pela net fixa, e cobrarem fortunas pela net sem fios, e somente 3,6mbs de velocidade de navegação.
Quanto a sites portugueses, funcionam mal, várias vezes "page not found", ou lentos, e todos sabemos que quando queremos declarar o ris online há lentidão de servidor, erros, páginas que dão erro e perde-se a operação realizada etc, quem for ás finanças ou a lojas que tratem do irs, sabe que quando o funcionário acede ao sistema, é frequente o "sistema bloquear".
E desafio o leitor,a enviar algum email ao site das finanças, ministério da cultura, ministério da educação ou outro site governamental, será rara a resposta.
das vezes que enviei emails a sites de serviço ao cidadão, nunca tive resposta, e muitas pessoas passaram pelo mesmo.
Então de que adianta ter vários sites, se funcionam mal e raramente respondem emails do cidadão?
De que adianta tantos sites, se a esmagadora maioria da população nao tem net? ( ao preço que a net está, compreende-se, nao é para todos os bolsos) eu para ter uns míseros 3,6mbs, pago 45 euros, (5 euros adicionais para ter happy hour).
A rede falha muito, mesmo sendo vodafone com é a melhorzita, basta uma nuvem de trovoada e a rede falha,
estamos em pleno século xxI e existem ainda várias cidades com péssima cobertura de rede net.
Impressionante, realmente Portugal merece os "parabéns".

Sem comentários: