domingo, março 20, 2005

Produtos light perigosos


Em Abril de 2004 moveram-se processos contra 12 empresas, umas por utilizar outras por produzir o edulcorante artificial Aspartame como substituto do açúcar nos seus produtos.

Alega-se que as empresas envolvidas ( coca-cola, Pepsi co., Bayer corp., Wyeth inc. ,Nutra sweet e outras mais) cometeram fraude e violação da garantia ao comercializar produtos para uso público sabendo que o aspartame é neurotóxico.
São produtos como: Diet coke ( coca-cola light); Diet Pepsi , pastilhas sem açúcar, yogurte e aspririna infantil.
Há mais de trinta anos, em 1970, o doutor John Olney abria uma nova via de investigação no campo neurológico denominada -"excito-toxicidade" ao estudar os efeitos do ácido aspartámico ( 40% de aspartame ) sobre os cérebros dos ratos de laboratório.
Em 1996 descubriu uma relação entre o aspartame e os tumores cerebrais.
-O aspartame pode chegar a provocar dores de cabeça, perdas de memória ou de visão, cancro.
Esta substância liberta alcóol de metilo livre que afecta a dopamina do cérebro provocando vicío.
A 30 de Setembro de 1980, a FDA norteamericana não aprovou a petição para aprovar o aspartame, cinco anos depois, em 1985, o director dos laboratórios Searle, Donald Rumsfeld ( que agora é secretário da Defesa dos Eua) conseguia a aprovação doa spartame por parte da Fda.
Fonte: Revista Más Alla ,nº185, secção saúde página 64, citam ainda as fontes:
www.wnho.net e www.nationaljusticeleague.com

1 comentário:

Bilder disse...

Confirma-se também o perigo dos transgénicos para as culturas normais,estou á espera de ouvir Socrates a dizer de novo que não tem preconceitos quanto aos mesmos,como disse na primeira sessão do parlamento.