sexta-feira, março 07, 2008

Greve na ETAR em Sines, GNR espanca pessoas

Eu moro na cidade de Sines, sei que há mais de 25 dias os funcionários da ETAR estavam em greve, mas a situação da violência entre GNR e funcionários eu só soube hoje no noticiário da SIC.
Porém procuro a noticia nos sites da rtp.pt, sic.pt, lusa.pt, e municipio de sines, e não se encontra em lado algum, é vergonhoso esse tipo de encobrimento, divulgam outras notícias menos importantes.
Mas as imagens passaram na tv, não sei quem filmou, se tivessem chamado jornalistas no inicio, eles de carro viriam em 2 horas, se os chamassem com antecedência é porque sabiam que algo ia dar para o torto. Se eles viessem de helicopteroa chegavam em meia hora, mas não vi nenhum helicopteroa aqui hoje.. Se foram jornalistas daqui, não sei, no telejornal niguém revelou de quem eram as imagens, e eu como vivo cá sei que a rádio daqui e o jornal "Notícias de Sines" não têm câmera de filmar.
As imagens que vi no telejornal não eram de video amador, eram de câmera profissional.
Mas nem a rtp.pt, lusa.pt, sic.pt, nenhum site de notícias português tem as imagens porque?
No telejornal mostraram vários GNR a agredir os grevistas que faziam greve na ETAR e impediam um camião de entrar, a polícia usou de extrema violência.
Porque é que os funcionários fazem greve há quase um mês? Porque a ETAR é pequena e já não tem capacidade para tanto lixo industrial que recebe das petroquímicas daqui, (por exemplo lamas residuais, dos restos de depósitos, nafta etc), e tudo é despejado ao mar porque a ETAR não tem capacidade. Além do mais os funcionários recebem um fraco salário, e de noite fica somente um em serviço, trabalho arriscado caso ele caia num depósito ou algo assim e ficar sozinho na central ETAR de noite etc, e os resíduos industriais são lançados ao Mar etc.
Resultado : Não se pode mais fazer greves neste País , uma "democracia" em que os GNR agridem as pessoas à força toda..
É pena eu não encontrar o video em site nenhum nacional, nem sequer no youtube nem em sites deste distrito que possuem videos online, nada!
Encontrei apenas um link na radio sines, sobre o tema.

1 comentário:

Anónimo disse...

vai ao blogue da união de sindicatos de sines que encontras, e no youtube tambem