segunda-feira, fevereiro 06, 2006

há "crise" mas os Bancos engordam

os três maiores bancos portugueses têm lucros, em média, na ordem dos 42 por cento. Qualquer coisa como 1,285 mil milhões de euros, ou seja, o equivalente a sete jackpots do euromilhões como o de esta sexta-feira (que é de mais de 180 milhões de euros). Caso para dizer que a banca passa ao lado da crise.

Dos três maiores bancos privados portugueses:

o BCP foi o que obteve maior resultado liquido: 753,5 milhões de euros;
o BES, de Ricardo Salgado, ganhou 280,5 milhões de euros. Cresceu 85 por cento;
o BPI teve um resultado liquido de 251 milhões de euros. Mais 57 por cento do que em 2004.
Os bancos têm reduzido os custos e o número de trabalhadores, mas o facto é que a concessão de crédito a particulares e a empresas não pára de aumentar.
Link completo aqui.

.
Realidade oculta: Como os bancos nos enrolam...
.
.

6 comentários:

Pedro Cruz disse...

é normal, se as pessoas têm menos dinheiro mas as mesmas necessidades, têm que pedir mais créditos.

Sofocleto disse...

Algo está profundamente errado aqui. Como é que num país em crise profunda, um sector (bancário) se safa tão bem? Cartelização, fuga fiscal, oligopólio? O que não há seguramente é clareza de procedimentos. Numa atmosfera de livre concorrência, da qual eles são os grandes apóstolos, lucros destes eram impossíveis.

Marinho disse...

Pois, pois, amigo. Aqui por estas terras descobertas por Cabral, os bancos emprestam dinheiro com irrisórios juros de até 18%, AO MÊS. Dá prá imaginar os lucros que os caras estão faturando...

Anónimo disse...

Isto apenas significa que estão a vampirizar a riqueza a tudo e todos.

silvio disse...

sofocleto...
os bancos cobram juros de dinheiro virtual que emprestam aos clientes, eles sabem que o cliente não usará o dinheiro todo mas sim uma pequenina parte de cada vez, ou seja o banco empresta dinheiro virtual... e cobra os juros.
e tu só usas dinheiro verdadeiro aos poucos, cada vez que levantares...
e os bancos ainfa fazem lavagem de dinheiro, há tempos falou-se que a PJ investigava alguns, entre eles caixa geral de depósitos, bpi e o millenium BCP..
mas nunca mais ouvi falar disso, secalhar acabaram com a investigação...

Anónimo disse...

Eles emprestam algo virtual=que não existe= não real.
O crédito não é dinheiro. O crédito é infinito. Dinheiro é finito.
O crédito é apenas uma permissão para nos darem coisas a troco desse mesmo crédito=autorização.
Crédito é só uma autorização que eles, fazendo panelinha entre si, se arrogam "dar-nos" para nos sugarem.
Por isto podem comprar tudo e a todos.
Porém os juros são reais.
Juros escravizan-nos. São os nossos dinheiros, os nossos bens, o nosso trabalho.
Juros não são virtuais. Juros são palpáveis e finitos.
Através dos juros eles sugam toda a riqueza do país.
Quanto mais crédito concederem mais nos vampirizam.
Por esta tranfusão de capitais é que eles ganham balúrdios e todos os outros empobrecem.
E como os governos trabalham para eles, paralizaram a economia, provocaram carestia além de retirarem liquidez através dos impostos... Têm vindo a lixar-nos com a maior eficiência. Enquanto nos distraem com as tv e os concertos e o Euro da bola, etc.
Pão e circo. Onde o pão escasseia cada vez mais; pois há escravos a mais.
Estamos a viver como as vítimas dos chulos que tendo de pagar a comida, vestir e o quarto da pensão para atender os clientes a preço de ouro... ficam cada vez mais endividadas.
Estão a explorar-nos exactamente da mesma forma que os chulos e as madames esploram prostitutas ou emigrantes. já viu os modelos desta gente?
Vampiros= Buracos Negros= Banca